Cantus..

 


Se cantar não tornou-se sofrer.. constituiu-se em prazer.. viver..

O escorregar das notas em vibrantes vocais. ...

Que retorna Cachoeiras e nina chacais..



A simbiose diafragma.. pulmões.. 

 Embalo cadenciado de corações....


Tecitura, Alcances vocais..   pulsante veia de tesouros reais... 

De dominar animais é capaz.. e tornar vidas tristes... felicidade veraz...


Bem querer.. vem comigo em notas e acordes viver..

Vem ser barítono, soprano ou tenor.... 

Vem ser alegria.. paz.. amor..



vem ser o cantarolar da canção que suprime a solidão...


no infinito onde sobras  em perfeição... 


uma voz...  


um Violão..



Por Thiago Henrique ( Ao som de Toada-Boca Livre) 









Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Arte Musicar...

Lágrimas...Suor..Solidão.

Declaração...